Projeto ‘Conservador das Águas’ é pauta de reunião entre vereadores sul-mineiros

Por Léo Demeter / Jornalista – Mtb 13.896 MG

Da Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Extrema

O presidente da Câmara de Extrema/MG, Edvaldo de Souza Santos Junior – “Juninho” –, o primeiro secretário da mesa diretora, Márcio José Vieira, e Leandro Marinho se reuniram com o vereador Luciano Martins da Cruz, da cidade sul-mineira de Três Corações, e com Benedito Arlindo Cortez, gerente da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Extrema. A pauta do encontro girou em torno do projeto Conservador das Águas e sua fundamental contribuição na política hídrica.

SUSTENTABILIDADE – “Essa iniciativa – primeira no país a ser realizada em Extrema – revela que devemos ser responsáveis pela manutenção do maior recurso ambiental que existe no planeta, que é a água. Implantar um projeto com base no pagamento de serviços ambientais na relação existente entre a propriedade rural é garantir a qualidade e quantidade da nossa água, a biodiversidade e o clima ideal para vivermos com mais dignidade. A Prefeitura e a Câmara, bem como as demais instituições envolvidas, além dos proprietários de terra, estão de parabéns pela ação sustentável. É um exemplo que deve ser seguido não somente pelos municípios brasileiros mas por todo o mundo”, comentou Luciano Cruz.

O gerente de Meio Ambiente da Prefeitura citou outros objetivos do projeto como a manutenção da qualidade dos mananciais presentes na região de Extrema, a promoção e a adequação ambiental das propriedades localizadas nos bairros produtores de água. “Devemos priorizar a ação mais preventiva do que a corretiva. É uma postura com base numa gestão ambiental capaz de garantir vida (porque água é vida) para milhões de famílias. O aumento da cobertura vegetal e a preservação dos mananciais devem ser vistos com responsabilidade e atuação por parte do poder público e nas mais amplas esferas sóciogovernamentais. (…) Isso é o que estamos fazendo”, declarou Arlindo.

Para Juninho, as águas de Extrema, além de abastecerem o município e uma série de outras cidades pertencentes à bacia do Rio Piracicaba, constituem um dos principais mananciais de abastecimento do Brasil chamado Sistema Cantareira, construído com o objetivo de abastecer ainda nove milhões de pessoas na região metropolitana de São Paulo. “Cuidar da água do nosso planeta é uma obrigação que se volta não somente às representações políticas e sim a todo cidadão. Infelizmente vivemos a realidade da escassez das chuvas e da diminuição dos níveis de água dos reservatórios. Consciência e respeito pelo bem natural também são palavras de ordem agora. O projeto ‘Conservador das Águas’ é uma das melhores práticas mundiais de conservação ambiental mas devemos, acima de tudo, ser guardiões do nosso patrimônio hídrico. Quero parabenizar ainda os parceiros do projeto: TNC (The Nature Conservancy), ANA (Agência Nacional das Águas), IEF (Instituto Estadual de Florestas), SOS Mata Atlântica, Comitê PCJ – Bacias Hidrográficas, a gerência de Meio Ambiente da Prefeitura, na figura do secretário Paulo Henrique Pereira, além de toda a sua equipe, e à Câmara dos Vereadores que estão unidas nessa força tarefa primordial para a manutenção da nossa melhor qualidade de vida”, frisou o presidente da Casa. No final da reunião, o vereador de Três Corações recebeu o Livro ‘Conservador das Águas’, cópia da lei e um CD com o histórico do projeto. (Fonte: ASCOM / Câmara de Extrema; Fotos: Léo Demeter e Ricardo Q. T. Queiroz)

foto_encontrofoto_leodemeter2foto_leodemeter foto_ricardo1 foto_leodemeter2 - Cópia foto_ricardo