Mais segurança na ‘Fernão Dias’

Vereador Danilo de Morais sugere a colocação de radares, sinalizadores e redutores em pontos específicos da BR 381

 

A Rodovia Fernão Dias (BR-381), que liga as duas maiores capitais brasileiras – São Paulo e Belo Horizonte – é considerada uma das mais perigosas estradas do país. Inaugurada em 1959, a via é utilizada em larga escala no escoamento da produção industrial dos dois estados e movimenta mais de 20% da economia mineira. É, sem sombra de dúvidas, uma das maiores artérias de cimento do Brasil. Com um número superior a 20 mil veículos/dia (entre carros de passeio, ônibus e caminhões), a Fernão Dias foi a principal responsável pelo desenvolvimento de milhares de municípios mineiros e paulistas e que são margeados pela BR – em seus 562 km de extensão. Desde a finalização do trecho que compreendia o estado paulista em 1961, a BR-381 figurou-se como um verdadeiro corredor da morte. Inevitável símbolo deste progresso foi o crescente aumento de acidentes ocorridos em todo o seu trecho.

Pensando em trazer mais segurança para os moradores e aos motoristas que cruzam os perímetros da cidade de Extrema, no Sul de Minas, o vereador Danilo de Morais, da Câmara Municipal, enviu um ofício à ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) cobrando a instalação radares, sinalizadores e redutores de velocidade entre os trechos 940 e 942.

Segundo as explicações contidas no documento, existe uma prática irregular que infringe as leis de trânsito, gerada pela alta velocidade praticada no perímetro. “Acidentes fatais são constantes envolvendo pedestres e motoristas. É importante salientar que a solicitação partiu dos próprios moradores que residem nas proximidades do trecho”, explicou Danilo.

Por meio do Ofício 757/2014, a ANTT informou que existe um contrato firmado entre a própria estatal e a concessionária que administra a rodovia: a Auto Pista Fernão Dias S.A.. Segundo o documento da Agência, a Concessionária apresentou estudo técnico para a implantação de equipamentos medidores de velocidade conforme preconização do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito). No total, 19 pontos que compreendem este trecho da Fernão Dias apresenta sinalizadores de velocidade, conforme pesquisa elaborada em parceria com o DPRF (Departamento de Polícia Rodoviária Federal) e a ANTT. “O estudo não contemplou este segmento da rodovia e o mais próximo indicado para a instalação do dispositivo controlador está entre os km 923 e 924 da pista sul”, enfatiza o texto. O documento enviado à Câmara de Extrema reforça ainda que existe uma obrigação contratual de monitoração contínua e, caso seja detectada alguma alteração no comportamento do tráfego, alguns pontos poderão ser alterados, recebendo assim novas dispositivos de segurança. “Vamos cobrar uma nova postura dos órgãos competentes. Vou atuar junto às esferas estaduais e federais para trazer uma solução definitiva para este problema que acomete a população que mora neste trecho”, destacou Danilo. (Fonte: ASCOM / Câmara Municipal de Extrema; Texto: Léo Demeter – jornalista – Mtb 13.896 MG; Foto: reprodução)

radar2