Câmara e Prefeitura debatem melhorias na regularização do trabalho dos motoristas de APP

Maior segurança e a regularidade do serviço para motoristas de aplicativos. Estas foram algumas das principais pautas debatidas na reunião realizada na segunda-feira, 1/7, com os vereadores Leandro Marinho, presidente da Câmara, pastor René Cursino, vice-presidente, o 2º da mesa diretora, Rafael Silva de Souza Lima – Tita, e com os

motoristas de aplicativos. O procurador geral do município, Dr. Mateus Alexandre Maximiliano Zingari Oliveira, a secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Priscila Pereira de Sousa, a chefe de gabinete da Prefeitura, Renata Almeida, o comandante do 59º Batalhão de Polícia Militar de Extrema, tenente coronel Júlio César de Campos Silva, e o subcomandante Paulo Renato da Gama, também estiveram no encontro. Os motoristas foram representados por Emerson Navarro, Devair Freire, Eriton Alves e Alexsandro Aparecido de Araújo.

A reunião foi marcada com urgência por Leandro Marinho mediante encontro que aconteceu entre ele e a classe na manhã do sábado, 31/5. Na ocasião, Leandro Marinho ouviu as reivindicações e decidiu levar as demandas ao Executivo. “Foi uma conversa rápida e cheia de apontamentos. É preciso estar ao lado do cidadão e trabalhar por aqueles que precisam desenvolver as suas atividades com mais segurança e oportunidades, principalmente neste período de pandemia que afeta a saúde e outros setores como a economia. A Câmara está atenta às demandas e faremos de tudo, ao lado do Executivo, na figura do prefeito, João Batista da Silva (que infelizmente não pode estar na reunião porque estava com compromisso já agendado), para atender as necessidades da nossa comunidade. Este é o principal norte do nosso trabalho e agradeço a cada um pela confiança depositada”, frisou Leandro Marinho. Os edis Telma Aparecida Maciel – 1ª secretária da mesa diretora da Câmara, Danilo de Morais, Sidney Soares de Carvalho – Walderrama, também não acompanharam o bate papo pois já haviam agendado visitas em outras localidades.

O procurador público reforçou que o município tem a intenção de estabelecer uma normativa no trabalho dos motoristas de aplicativos com base na prestação de serviço regular e foco na legalidade dos fatos. “O Poder Executivo estabelece as diretrizes estudando os pontos positivos e os condicionamentos de trabalho dos profissionais da categoria, sempre beneficiando a comunidade de forma geral e respeitando os preceitos que regem as condutas na prestação de serviço lícito”, explicou Dr. Mateus. De acordo com a Secretaria de Fazenda, será feito um cadastro dos condutores respeitando, assim, a legalidade do sistema e a normatização que rege a prestação de serviço. “Em virtude da pandemia e do novo normal imposto pelo enfrentamento da Covid-19, o andamento dos processos administrativos seguem respeitando os prazos e, em breve, teremos as devolutivas que nortearão a regularidade de mais esta classe de trabalhadores, assim como aconteceu recentemente com os mototáxis. O projeto de lei que regulamenta o trabalho segue os trâmites, respeitando e adequando às demandas e às reivindicações, bem como a legalidade do sistema”, comentou Priscila Sousa.

Ao final da reunião, os motoristas apresentaram uma proposta que visa a criação de uma cooperativa. A ideia é organizar ainda mais as condições e a metodologia do trabalho dos motoristas de aplicativos.

“Reitero o total apoio aos profissionais e coloco-me à disposição para trazer mais qualidade de vida e comodidade tanto para os usuários do sistema, que é a comunidade, quanto aos condutores”, finalizou Leandro Marinho. (Fonte: ASCOM/ Câmara de Extrema; Por Léo Demeter – Jornalista Mtb 13.986 MG)