Projeto de Lei institui o Centro de Informática da Casa do Cidadão

Apresentado pela Mesa Diretora, a criação visa beneficiar e integrar a população ao ambiente virtual que é uma realidade necessária

A Câmara de Vereadores de Extrema, por meio da atual Mesa Diretora, composta pelo Presidente Leandro Marinho, Vice-Presidente Dr. Roberto de Cunto, 1º Secretária Telma Aparecida Maciel e 2º Secretário Rafael Silva de Souza Lima, apresentou na última Sessão Ordinária que aconteceu dia 25, a criação do Centro de Informática que será abrigado na Casa do Cidadão, e que foi aprovado por todos os vereadores.

O principal objetivo do projeto é a democratização do uso da internet para toda a população. Será possível realizar pesquisas, consultas públicas, verificar e enviar e-mails, além de acessar informações relevantes de forma totalmente gratuita.

A Casa do Cidadão foi o local escolhido para abrigar o Centro de Informática pela intimidade que já tem com a população. Hoje ela realiza mais de 100 atendimentos por dia e centraliza os serviços do Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) e do Procon, além de abrigar a Junta do Serviço Militar e a emissão de Carteira de Trabalho em seu espaço.

Segundo o Presidente Leandro Marinho, levar esse projeto até esse espaço significa ampliar um leque de serviços oferecidos à população, em local estratégico e com suporte pedagógico, já que um instrutor de informática estará à disposição dos usuários para ensinar noções básicas de acesso a internet, auxílio na confecção de textos e currículos, assim como direcionamento de páginas específicas de pesquisa.

Não será permitido acessar conteúdo impróprio para menores, bem como salas de bate-papo, jogos e conteúdos inapropriados para serem visualizados em local público. O intuito além de democratizar é conscientizar o internauta a utilizar esta ferramenta tão importante para promover um autoconhecimento produtivo, que possibilite que sua formação profissional e humana se desenvolva da melhor forma possível, por isso é tão importante fazer o uso correto de um ambiente que te oferece infinitas possibilidades, e é isso que o projeto deseja.

“Queremos proporcionar ao cidadão maior intimidade com o mundo virtual, já que este se tornou uma ferramenta extremamente necessária nos dias atuais para que ele esteja bem informado e conectado com outras pessoas e realidades por meio dessa rede. A inclusão digital se faz cada vez mais necessária.” Destacou o Presidente da casa Leandro Marinho.

O cidadão interessado em utilizar os computadores realizará um cadastro. O tempo de utilização para cada usuário será de 30 minutos, e caso não haja outro usuário em espera poderá ser prolongado. Será permitida ainda a impressão de documentos, respeitando o limite de até 10 folhas.

O Centro de Informática da Casa do Cidadão já foi aprovado, agora entra na segunda fase do projeto que é licitação, onde serão adquiridos os equipamentos e mobília. E em breve, após esse processo será instalado na Casa do Cidadão para atender à população, em especial os alunos da rede pública de ensino para efetuar suas pesquisas e realizar seus trabalhos escolares, e já tem tudo para se tornar um grande sucesso.