Vereador Leandro Marinho, presidente da Câmara, nomeia CPI contra a COPASA

V

O presidente da Câmara de Extrema/MG, vereador Leandro Marinho, nomeou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai tratar dos assuntos pertinentes à Companhia de Saneamento e Abastecimento de Minas Gerais (COPASA). A abertura de CPI deu-se após o constante registro de reclamações geradas contra a estatal pela interrupção no fornecimento de água em diversos bairros urbanos e rurais do município e na cobrança da taxa de esgoto.

“A população de Extrema está sofrendo com a ineficiência dos serviços que competem à COPASA. Estivemos reunidos recentemente em Belo Horizonte com a diretoria da empresa que prometeu agilidade nos processos, mas ainda os problemas persistem. A comunidade não pode mais ficar à mercê de um serviço primordial à melhor qualidade de vida da sua família e por isso iremos proceder junto a uma CPI com base numa intensa investigação e fiscalização para elucidarmos e apurar as eventuais irregularidades. Além do mais, é notório que a COPASA vem cobrando taxa de esgoto por um serviço inacabado e a de comprometer a qualidade hídrica com o lançamento de esgoto no leito nos nossos rios, conforme registros veiculados nas redes sociais”, comentou Leandro Marinho.

Ainda de acordo com o presidente do Legislativo, os fatos levantados pela CPI são de relevância para a melhoria da qualidade da vida pública, pois a população padece de um sistema inoperante de abastecimento de água que perfila por muito tempo. Leandro acrescentou que todos os rigores legais serão seguidos para que o extremense obtenha máxima resposta da COPASA e não sofra mais com os problemas ocasionados pela empresa.

Os vereadores nomeados para compor a Comissão são Pericle Mazzi Filho – Pepi, João Calixto de Morais e Danilo de Morais.